Sobre o Centro
A meta do Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina é realizar estudos que permitam o desenho e a avaliação de novas estratégias antioxidantes de aplicabilidade clínica
 

O Centro de Pesquisa em Processos Redox em Biomedicina (Redoxome) é uma rede multidisciplinar de pesquisadores focada na investigação de estratégias antioxidantes eficazes e biomarcadores de estresse oxidativo com grande potencial de aplicação tecnológica. O Brasil já tem liderança internacional em áreas como perfumes, cosméticos e bioenergia, mas ainda não é competitivo nos mercados farmacêuticos, de dispositivos e diagnósticos médicos, de serviços ecológicos, entre outros.

O estudo de processos redox tem alto potencial para elucidar mecanismos integrativos, devido à ubiquidade e potência de efeitos. Muitos estudos envolvem o papel de mecanismos redox em doenças. Porém, a complexidade desse campo aumentou no que diz respeito a estruturas, estrutura-função, métodos, patologia molecular e subcelular de proteínas redox, genômica, proteômica e metabolômica do estresse oxidativo.

Assim, uma abordagem multidisciplinar se tornou essencial para avanços relevantes na área. Além disso, grupos emergentes têm dificuldade em realizar investigações relevantes e reeducar-se em novas habilidades.

O principal objetivo do Redoxome é promover colaborações integrativas, desenvolvimento sustentado e assistência a grupos emergentes. A meta é realizar estudos que permitam o desenho e a avaliação de novas estratégias antioxidantes de aplicabilidade clínica, com foco nos seguintes pontos críticos para superar limitações no conhecimento de processos redox: geração e controle de espécies reativas de oxigênio (ROS) em sistemas biológicos; reatividade química de ROS em ambientes biológicos e consequentes mudanças na estrutura e função de biomoléculas; mecanismos e redes envolvidos nos processos de sinalização redox relevantes para doenças humanas; aplicações diagnósticas e terapêuticas de processos redox.

O Centro contará também com um laboratório central (Redoxome Analysis Platform), no Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP), a fim de fornecer ferramentas analíticas no estado da arte para a avaliação de processos redox abertos ao uso de pesquisadores.

As estratégias propostas viabilizarão, em âmbito nacional, um esforço coerente para estudar questões-chave que preencham lacunas relevantes na área. Tal esforço será estratégico para promover integração disciplinar e de instituições do Brasil, resultando em avanços que tenham impacto científico, educacional, ambiental e socioeconômico.

O Centro oferecerá cursos para estudantes de graduação e pós-graduação e de formação de professores, disponibilizará materiais online complementares para aulas de ciências e promoverá atividades de iniciação científica para alunos de ensino médio.