Sobre o Centro
Pesquisadores sediados no Instituto Butantan desenvolvem estudos e pesquisas a respeito dos mecanismos bioquímicos, moleculares e celulares de toxinas com potenciais terapêuticos
 

O Centro de Pesquisa em Toxinas, Resposta Imune e Sinalização Celular (CeTICS), localizado no Instituto Butantan, realiza investigações com o objetivo de estabelecer provas de conceito com base em análises de redes de sinalização molecular.

Na cultura do Instituto, venenos são misturas complexas de toxinas selecionadas ao longo da evolução para exercer efeitos biológicos sistêmicos por meio de mecanismos bioquímicos, moleculares e celulares altamente específicos. Portanto, a análise química de venenos tem boas chances de levar à descoberta de novas moléculas de toxinas com potencial terapêutico.

Essas premissas foram seguidas com sucesso por pesquisadores do Centro de Toxinologia Aplicada (CAT), constituído em 2000, no primeiro edital do Programa CEPID. Eles isolaram, caracterizaram quimicamente e patentearam diversas toxinas de natureza proteica, que se tornaram pontos de partida para o desenvolvimento de inovação farmacêutica em parceria com indústrias locais.

A ênfase em proteínas e peptídeos levou o Centro a instalar, ainda no primeiro edital do CEPID, laboratórios no estado da arte para transcriptômica, proteômica, biologia molecular do DNA recombinante e síntese de peptídeos. Mais recentemente, foram iniciados estudos dos mecanismos de ação e análises bioquímicas, moleculares e celulares dessas moléculas promissoras.

Assim, o CEPID estabeleceu, no Instituto Butantan, as condições iniciais para a criação de um centro de toxinas e resposta imune fundamentado nas abordagens atuais da biologia sistêmica. Um grupo de pesquisadores, entre os mais competitivos do Instituto Butantan, propôs a criação do novo Centro de Toxinas, Resposta-imune e Sinalização Celular, com aspirações a centro de excelência de classe mundial, aproveitando a reputação histórica do Butantan e o sucesso recente do CAT/CEPID.

O plano de pesquisa do CeTICS integra subprojetos voltados para a pesquisa científica com subprojetos de inovação tecnológica. A expectativa é transferir para a indústria os resultados das pesquisas, por meio de processos mediados pelo Escritório de Transferência de Tecnologia do Instituto Butantan.

Também está prevista a implementação de atividades relacionadas à educação e à difusão do conhecimento, como a exploração da vocação educativa dos museus do Instituto Butantan. 

(Foto: Eduardo César/Revista Pesquisa FAPESP)