Sobre o Centro
Testes para identificar mutações genéticas que predispõem ao câncer e o mais importante banco de tumores da América Latina são alguns dos legados do Centro Antonio Prudente para Pesquisa e Tratamento do Câncer

Instalado no Hospital do Câncer, em São Paulo, o Centro Antonio Prudente para Pesquisa e Tratamento do Câncer (APCC) foi aprovado no primeiro edital do Programa CEPID, publicado pela FAPESP em 2000. Seu objetivo principal, ao longo de 13 anos, foi contribuir para o avanço da prevenção, do diagnóstico e do tratamento do câncer, por meio do desenvolvimento de novas ferramentas de tratamento e de projetos de pesquisa focados na descoberta de genes, detecção de mutações e diferenciação de tumores.

 
Durante os primeiros cinco anos de operação, o APCC esteve envolvido no Programa Projeto Genoma Humano do Câncer, financiado pela FAPESP e pelo Instituto Ludwig para a Pesquisa do Câncer (LICR), tendo contribuído com mais de um milhão de sequências de diferentes tumores e suas contrapartes normais. Tal iniciativa permitiu que o APCC criasse um banco de tumores – um precioso instrumento de pesquisa e de desenvolvimento para diagnóstico, prognóstico e tratamento de câncer.
 
O Centro também criou plataformas de biologia molecular e investiu em bioinformática de forma a integrar essas plataformas ao banco de tumores e vincular as amostras a dados clínicos, esforço que permitiu identificar novos marcadores moleculares para diagnóstico e prognóstico.

(Foto: Juca Martins)