CEPID 2013-2024

 
Pesquisador Responsável: Fernando de Queiroz Cunha

Coordenadora de Educação e Difusão do Conhecimento: Rita de Cassia Aleixo Tostes Passaglia

Coordenador de Transferência de Tecnologia: João Santana da Silva

INSTITUIÇÃO SEDE:
Universidade de São Paulo (USP) 
Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
Departamento de Farmacologia
Av. Bandeirantes, 3900
14049-900 - Ribeirão Preto, SP - Brasil
55 16 3315-3324

Folheto do Centro (pdf):

Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias

Pesquisadores descobrem como o estresse agudo pode fazer o cabelo ficar branco

Estudo mostra que a ativação intensa do sistema nervoso simpático – que prepara o corpo para “lutar ou correr” em situações extremas – acelera o envelhecimento das células-tronco do bulbo capilar e interrompe permanentemente a produção do pigmento que colore os fios

Pesquisador brasileiro vence o prêmio da Associação Internacional para o Estudo da Dor

Thiago Mattar Cunha é associado ao CRID; cerimônia de premiação do 2020 Patrick D. Wall Young Investigator Award for Basic Science será em agosto, na Holanda

Descoberto o mecanismo que desencadeia o processo inflamatório na infecção pelo vírus Mayaro

Equipe do CRID identifica a estratégia usada pelas células imunes para combater o patógeno, que causa sintomas semelhantes aos da febre chikungunya; resultados abrem caminho para o desenvolvimento de fármacos

Coordenador do CEPID CRID recebe o Prêmio Farmacologista Sênior

Iniciativa da Sociedade Brasileira de Farmacologia Terapêutica e Experimental e do laboratório Aché reconhece o trabalho de cientistas que dedicam suas vidas ao avanço da Farmacologia

Nova espécie de parasita é identificada em caso fatal de leishmaniose visceral

Análise filogenômica indica que patógeno isolado em hospital de Aracaju não pertence ao gênero Leishmania; pesquisadores do CRID investigam se a espécie sozinha é capaz de causar doença grave ou se estaria intensificando sintomas de pacientes com dupla infecção

Infecção aguda pelo chikungunya é estudada em nível molecular em pacientes brasileiros

Com uma abordagem de biologia de sistemas, pesquisadores brasileiros identificaram diversos genes que poderão ser explorados como alvos terapêuticos e como biomarcadores de predisposição à artralgia crônica

Mecanismo-chave da inflamação por sílica é descoberto

Achado de pesquisadores franceses foi feito a partir de análise sanguínea de trabalhadores da indústria têxtil. Resultado foi apresentado no Simpósio Inflamma, na USP de Ribeirão Preto, organizado pelo Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias

Mecanismo que torna crianças mais suscetíveis à sepse é descoberto

Cientistas do Centro de Pesquisa em Doenças Inflamatórias demonstram por que pacientes pediátricos apresentam mais inflamação e lesão nos órgãos do que os adultos. Novas estratégias de tratamento poderão ser testadas