Sobre o Centro
O Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica de Campinas estuda fibras ópticas, materiais de vidro, óptica quântica e sistemas de comunicação ópticos; transfere tecnologia para empresas; e mantém programa de educação e difusão do conhecimento

As atividades do Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (CePOF) de Campinas incluem estudos fundamentais em sistemas e dispositivos para comunicações ópticas e em fotônica exploratória – ciências dos materiais, ciências da vida, metrologia óptica e óptica quântica.

O Centro tem como objetivos principais desenvolver pesquisas em óptica e fotônica em nível de excelência, da ciência básica às suas aplicações; promover a óptica e a fotônica por meio de programas de difusão, educação e transferência de tecnologia; e integrar pesquisadores de diferentes áreas (materiais, óptica, física atômica e molecular, química, medicina e engenharia), aplicando a óptica e a fotônica nas mais diversas áreas do conhecimento.

Entre os principais tópicos de pesquisa estão amplificadores ópticos a semicondutor (SOA), amplificadores paramétricos a fibras ópticas (Fopa), amplificadores a fibras ópticas dopadas com Terras Raras (REDFA), biofotônica, dispositivos fotônicos de guias de onda, fibras ópticas, fotônica do sílicio, metrologia óptica e pontos quânticos, além do Projeto KyaTera.

O CePOF mantém um programa de Educação e Disseminação com o objetivo de aprimorar o ensino da Ciência, em especial da Física, em escolas de ensino médio e em colégios técnicos. O Projeto Física nas Férias, por exemplo, ocorre anualmente em julho, no Instituto de Física Gleb Wataghin da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).


(Foto: Juca Martins)